O que é Melasma? Quais as Causas do Melasma?

Entenda o que é Melasma e quais suas causas.

Melasma é o aparecimento das manchas escuras notadas na pele, que geralmente surgem no rosto, porém pode acontecer em mais regiões com exposição para o sol, de exemplo o colo e braços.

O melasma é mais comum para mulheres com idade entre 20 e 50 anos, no entanto, pode ainda afetar o homem. Ao aparecerem na gestação, as manchas recebem denominação de cloasma gravídico.

 

Tipos de Melasma

– Melasma Dérmico

Este é caracterizado por depósito da melanina em torno de vasos profundos e superficiais.

 

– Melasma Epidérmico

No caso de existir depósito maior do pigmento por meio da epiderme, ou seja, a camada mais superficial da pele.

 

– Misto

Se houver excesso para pigmento na epiderme às determinadas regiões e na derme em mais áreas.

Existem ainda 3 tipos comuns ao padrão facial quando se fala de melasma, o centrofacial para testa, acima do lábio, bochechas, queixo e nariz. O malar para maçãs do rosto. E o mandibular. Tudo de acordo com a área em que surge.

 

Causas para Melasma

Não existe causa única com definição ao melasma, porém, entende-se que esta condição tem relação em especial com exposição para o sol, porém, ainda para utilização dos anticoncepcionais e alguns mais remédios, predisposição genética, fatores hormonais, determinadas doenças como hepatopatias, e para gestação.

A maioria dos indivíduos que tem melasma apresenta histórico de se expor diariamente ou intermitente para o sol, embora haja suspeita ainda que o calor represente fator que é subjacente.

E é mais comum para mulheres, em torno de 90% dos casos, e para as mulheres que tenham tons de pele sendo mais escuros com mais chance de sofrer da enfermidade. Trata-se de vários fatores que podem fazer surgir o melasma, entre estes:

– Exposição solar, já que a luz ultravioleta é capaz de estimular melanócitos que fazem os pigmentos da cor em relação à pele, denominada melanina. Somente quantidade singela para exposição ao sol pode induzir retorno do melasma, mesmo no indivíduo que já fez tratamento de melasma antes, e este é um dos motivos principais explicando ocorrências aumentarem pelo verão.

– Os produtos cosméticos a tratar a pele terminam por causar irritação da pele, e podem agravar episódios do melasma.

– Alterações hormonais geradas pela gestação, utilização dos repositores hormonais ou pílulas anticoncepcionais, sem contar endocrinopatias, de exemplo as enfermidades de tireóide.

 

Quais São os Sintomas do Melasma?

São sintomas do melasma o escurecimento das regiões pela pele expostas para o sol, de modo majoritário no rosto. E cores mudam segundo o tom da pele que a pessoa tem, sendo o formato irregular e geralmente, é simétrico, o mesmo pelos 2 lados da face.

 

Tratamento para Melasma

Há variedade de tratamentos ao melasma, porém é essencial que o paciente tenha proteção sempre em relação à luz visível e raios ultravioleta, sem contar, a utilização dos remédios tópicos e, ou orais, e procedimentos ao clareamento.

Para começo do tratamento é preciso ter atenção sobre a proteção contra raio solar, e para tal, a orientação é aplicação do protetor solar adequado com fator de proteção, FPS, mínimo, correspondente a 30 para áreas corporais expostas.

É de importância que o paciente prefira os protetores oferecendo proteção para raios ultravioleta B, UVB, e ultravioleta A, UVA. O filtro vai auxiliar para estabilização dos benefícios ao tratar. Para auxiliar em remover manchas podem ser aplicados cremes clareadores a base de ácido glicólico, hidroquinona, ácido azelaico, ácido retinóico, entre mais substâncias, e a demora a surgir dos resultados é em torno de 2 meses.

O método não tem eficácia para a totalidade dos pacientes, e mesmo que surjam mais rápido os resultados, é preciso aguardar para a condição se estabilizar, impedindo que exposição solar mínima retorne os sintomas. O tratamento se caracterizará constante e contínuo.

E ainda há possibilidade que o dermatologista e paciente escolham tratamento da condição com utilização de peeling, este pode clarear a pele gradualmente, e por vezes, de forma mais rápida em comparação com cremes.

Porém, é importante ter atenção com a profundidade de procedimento, a lembrar que os procedimentos mais superficiais se mostram mais seguros do que procedimentos profundos, e poderá afirmar o dermatologista a maneira mais apropriada para cada situação.

Há ainda possibilidade do uso de laser ou mais formas de energia luminosa a auxiliar no caso, porém o profissional deve ser qualificado na técnica e esta técnica deve ser a ideal à situação particular. Se não for a mais indicada ou se não for utilizada adequadamente, o procedimento pode acarretar mais manchas ainda para o paciente na pele.

Se após começar a tratar o melasma, a pessoa perceber que a pele passou por escurecimento, há irritação, ou mostrou algum mais problema, é importante falar com o dermatologista imediatamente.

 

 

 

Remédios para Melasma

Remédios mais utilizados a tratar melasma são:

– Suavicid

– Fluocinolona acetonida, mais hidroquinona, mais tretinoína

Apenas o médico pode apontar o remédio mais apropriado ao caso, assim com a correta dosagem e duração para tratamento.

 

Existe Cura para Melasma?

Depois do surgimento do melasma, o paciente pode aguardar que leve alguns meses a iniciar o regresso, e mesmo após clareado é preciso permanecer com tratamento da manutenção indicado por dermatologista. Mesmo diante disso, como ainda não existe cura ao melasma, as manchas podem retornar para pele após um período.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

maillots football boutique fussball trikots outlet billige fodboldtrøjer fótboltatreyjur maillot de foot venta camisetas de futbol baratas goedkope voetbalshirts maillot foot pas cher maglie di calcio online fotbalové dresy eshop fotbollströjor med tryck stroje piłkarskie