Algumas doenças de unhas não são sintomas de males internos. São questões dermatológicas que devem ser encaminhadas o quanto antes ao dermatologista.

Conheça alguns tipos de doenças de unhas

  1. DISTROFIA CATENULAR: Surgem cristais e depressões e a unha “enrugada”. Em jovens e pessoas de meia idade pode indicar alterações do colesterol e/ ou distúrbios da glândula tiroide. A deformação é comum em idosos e, nesses casos, não tem significado clínico.
  2. UNHA DESCAMADA: Na maioria dos casos, as pequenas fraturas em camadas (onicosquizia) são causadas pelo uso excessivo de esmaltes. É mais frequente nas unhas das mãos.
  3. UNHA ONDULADA: Acabamentos transversais indicam que houve parada abrupta no metabolismo do corpo. É como se o ” motor corporal ” e a produção das unhas tivessem sido desligados por alguns instantes. Também podem ser indicação de diabetes ou insuficiência renal. Maior incidência no polegar e no hálux.
  4. UNHA FRÁGIL: Na maioria dos casos, os responsáveis por unhas que se quebram com facilidade são sabões, detergentes ou esmaltes. Algumas vezes, a fragilidade é sinal de diabetes, transtorno do colesterol, deficiência da glândula da tiroide, carência de vitaminas ou desnutrição.
  5. UNHA BICOLOR: A meia-lua branca desaparece e a unha ganha uma coloração metade branca, perto da cutícula, e metade avermelhada nas pontas. Pode ser sinal de baixa proteína no sangue ou de algum problema nos rins. Surge em menor proporção em doentes do fígado.
  6. UNHA FOFA: Doença causada pela ação de fungos ou leveduras, contraídas através do contato com a terra, animais ou portadores de doenças. A retirada da cutícula facilita a contração dessa doença.
  7. UNHA CURTA: Em recém-nascidos pode representar alteração na formação congênita. Já em adultos pode ser consequência do ato de roer as unhas que, por sua vez, pode representar alterações neurológicas.
  8. ESPIGÕES: Mergulhar as mãos muitas vezes em água pode fazer com que a camada de pele exterior à cutícula dê origem a tiras de pele levantadas e dolorosas. São os espigões. Eles podem infeccionar e causar muita dor nos dedos. Corte a pele morta com uma tesoura afiada e mantenha as mãos completamente limpas. É comum nas unhas das mãos.
  9. UNHA RELÓGIO: É quando a unha toma um formato arredondado, parecendo um relógio, ou um bico de papagaio. A principal causa é a falta de oxigenação, o que pode ser causado por problemas pulmonares.
  10. UNHA PONTILHADA: Múltiplos pontos podem indicar índice baixo de proteína no sangue. Costuma ocorrer em quem faz uso indiscriminado de aspirina.
  11. UNHAS CÔNCAVAS: Ganham um formato de colher, em decorrência da carência de ferro, que altera a formação dos tecidos epiteliais, alterando cabelos e unhas. Doenças respiratórias ou do coração também podem ser a causa.
  12. UNHAS QUEBRADIÇAS: Podem ter várias causas como, trabalho pesado, prolongada imersão na água, falta de cuidados ou insuficiência de gorduras insaturadas na dieta alimentar. Massagear os dedos, por cima das unhas, com hidratante diariamente pode ajudar.
  13. UNHAS SOLTA: Quando a unha se separa da pele, dando passagem a germes. A utilização regular de fortificantes de unhas, que contém formaldeído, pode fazer com que isso ocorra.
  14. UNHAS NEGRAS (ROXAS): Manchas escuras por baixo das unhas são indícios hemorragia por pressão ou pancada. Geralmente, essas manchas acabam desaparecendo, mas se a hemorragia for extensa a unha poderá soltar e cair. É comum nas unhas das mãos e dos pés.
  15. PINTAS BRANCAS: Indício de escassez de zinco ou vitamina A na dieta alimentar. São ideais para o tratamento o consumo de espinafre, cereais integrais e sementes de girassol, ou tomar suplementos vitamínicos e minerais.
  16. ONICOMICOSE: Vulgarmente conhecida como unheiro. É causada por infecções diversas nas cutículas. Causada, sobretudo, por falta de higiene, que favorece a proliferação de fungos. É comum nas unhas das mãos e dos pés.
  17. UNHA ENCRAVADA: Mais conhecida na podologia como onicocriptose (unha que penetra na carne) e encravamento de lâmina ungueal (unha). Pode haver casos de pessoas que já possuem má formação de lâminas ungueais, como unhas côncavas, funil, caracol. A unha encravada ocorre quando uma de suas pontas enterra na pele ao seu redor. Isso acontece porque a pele forma uma barreira ao seu crescimento e como a unha não para de crescer e é mais dura, ela penetra na pele, causando dor e inflamação. A causa é geralmente o hábito errado de se cortar os cantos das unhas. Isto provoca a formação de uma ponta na extremidade cortada e permite que, com o peso do corpo, a pele que antes estava embaixo da unha, se projete para cima e entre na frente da mesma. Com o crescimento, a unha encrava nesse local. O uso de sapatos de pontas finas também facilita o encravamento das unhas. Em crianças recém-nascidas, o uso de macacões com pés fechados também pode ocasionar o problema se não forem bem folgados. A unha encravada pode ser também provocada por cortes e lixamentos incorretos.

Leia também: Como resolver: Unha fraca e quebradiça

6 Comentários

  1. […] Leia também: Conheça os tipos de doenças de unhas […]

  2. […] Leia também: Conheça os tipos de doenças de unhas […]

  3. […] Leia também: Conheça os tipos de doenças de unhas […]

  4. […] Leia também: Conheça os tipos de doenças de unhas […]

  5. […] Leia também: Conheça os tipos de doenças de unhas […]

  6. […]  Leia também: Conheça os tipos de doenças de unhas […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar!

maillots football boutique fussball trikots outlet billige fodboldtrøjer fótboltatreyjur maillot de foot venta camisetas de futbol baratas goedkope voetbalshirts maillot foot pas cher maglie di calcio online fotbalové dresy eshop fotbollströjor med tryck stroje piłkarskie